Trilhos: Memórias. Por Vezes, Quase um Diário

Autores

Luís Valente de Oliveira


Publicado
setembro 29, 2022

Sinopse

As memórias não se furtam à suspeita de serem a expressão da forma como os seus autores gostariam de ser vistos pelos seus leitores ou, mesmo, pela posteridade. No meu caso não há grandes coisas em jogo, de modo que escuso de me esforçar para transmitir uma imagem hiperbólica do que aconteceu. Tudo foi relativamente normal. Sucede é que já vivi bastante, tendo a sorte de haver sido intérprete de pequenas coisas que afectaram a vida de muitos e de querer fixá-las no papel antes que a idade cumpra a sua inexorável função de apagadora das recordações que conservo. Quando começam a surgir algumas épocas em branco ou muito desfocadas ou esvaídas, é sinal de que começou o declínio inevitável. Há que escrever antes disso acontecer.

Creative Commons License

Este trabalho encontra-se publicado com a Licença Internacional Creative Commons Atribuição 4.0.